Castelo de Zalia

 

ZALIA

O castelo de Zalia

Este é um dos exemplos mais antigos de fortificação que o homem conhece. Os elementos descobertos aqui levaram especialistas a concluir que a construção original pode ter sido construída pelos fenícios e subsequentemente modificada por outras civilizações.

O que é certo é que ele foi ocupado pelos árabes e, mais tarde, pelos cristãos, servindo no caso destes últimos como "prisão-bispado para os incansáveis conversos mouros".

Segundo Diego Vázquez Otero, muitos acreditam que esses podem ser os restos da antiga Odisseia, palco dos incríveis feitos de Ulisses, rei de Itaca, durante uma de suas viagens pela região.

O castelo deve seu nome à rainha Zalia, que se diz ter descido diariamente ao rio para tomar banho.

Uma lenda cristã diz que o bispo de Málaga, Salia Patricio, veio à vila para converter seu povo, mas foi incapaz de cumprir sua missão. A história diz que, como punição, o Senhor fez com que o chão se abrisse e as serpentes emergissem, mordendo os habitantes de Salia durante o dia. No final, as pessoas foram forçadas a fugir da vila, que permaneceu abandonada até hoje.

BIBLIOGRAFIA: Castelos e paisagens de Málaga por Diego Vázquez Otero

Uso de cookies

Este site usa cookies para que você tenha a melhor experiência do usuário. Se você continuar navegando, estará dando seu consentimento para a aceitação dos cookies mencionados acima e para a aceitação de nossos política de cookies, clique no link para obter mais informações.cookies de plug-in

ACEITAR
Aviso sobre cookies
pt_PTPortuguês
es_ESEspañol fr_FRFrançais en_GBEnglish (UK) nl_NLNederlands it_ITItaliano pt_PTPortuguês